Top O Lisboeta Observador: Maio 2006
terça-feira, maio 30, 2006
Timor-Leste

Saqueados edifícios do Ministério da Justiça e PGR

O que fazem as tropas australianas, malaios e neozelandesas?
Onde está o resto do governo de Timor?
A igreja, qual é o seu papel nesta altura?
Tudo isto está muito esquisito. Ou é só tudo incompetência?

Não me parece...

Etiquetas:

quinta-feira, maio 25, 2006
Timor-Leste

Timor-Leste
Um país partido ao meio

Timor-Leste é um intrincado de etnias e grupos linguísticos. Há 16 línguas nacionais e outros tantos dialectos. Os grupos em confronto ‘lorosae’ e ‘loromono’ incluem as três principais etnias do país: makasai, dunak e kaladi.

XANANA GUSMÃO

O chefe de Estado, Xanana Gusmão, é natural de Manaututo, um dos três distritos ‘lorosae’, e tem como língua originária o Galóli. Fala o Tétum e o Português. Os ‘lorosae’ lideraram a luta pela independência e dominam as Forças Armadas timorenses.

MARI ALKATIRIO
chefe do governo, Mari Alkatiri pertence, a um dos dez distritos ‘loromono’ e fala, além do Tétum e do Português, línguas oficiais, o Árabe, uma vez que é muçulmano de origem iemenita. Os ‘loromono’ constituem a maioria da população do país.

CHAVES DO CONFLITO
O que são os ‘loromono’ e os ‘lorosae’?

O território timorense está dividido em 13 províncias. Dez delas são designadas ‘loromono’ (ocidentais) e as restantes ‘lorosae’ (orientais). O actual conflito resulta em parte de uma luta de poder entre as duas regiões.

Como começou a actual crise?
A 17 de Março, as Forças Armadas expulsaram mais de um terço dos seus efectivos (600 militares) que se ausentaram sem licença em protesto contra o “favoritismo” nas promoções. Os descontentes são maioritariamente ‘loromono’.

Como está distribuído o poder?
O grupo ‘lorosae’ domina as Forças Armadas e dominou o movimento revolucionário pela libertação do país. No entanto, os cargos na Administração Pública têm representação quase paritária de ‘lorosae’ e ‘loromono’.

Qual é o papel do petróleo?
A destruição causada pelos indonésios antes da retirada deixou Timor depauperado. As reservas petrolíferas no mar de Timor são cobiçadas mas há desacordo quanto à exploração dessa riqueza e distribuição dos lucros.

Como se tornou independente?
Timor foi ocupado pela Indonésia em 1975, após a retirada portuguesa. Em 1999 votou a autodeterminação, mas milícias pró-indonésias retaliaram. A independência foi formalizada em 2002 após intervenção internacional.

Eis uma boa resenha que o Correio da Manhã publica hoje.
Da leitura deste pequeno resumo e das notícias que tem vindo a lume a pergunta que se impõe sem qualquer tibieza é.

Porquê é que os historiadores, jornalistas e outros estudiosos de Timor, pelo menos nestes últimos anos, nunca revelaram que havia tão profundas divisões étnicas?.

Etiquetas:

Feira do Livro - Lisboa - Abre hoje

Angola "é oportunidade perdida" nas feiras do livro

25.05.2006 - 11h25
Joana Gorjão Henriques
PÚBLICO

Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), que organiza as feiras, do livro em Portugal é alguma organização de secos e molhados?

Eu que estava em pulgas para ver que editoras existem em Angola, novos escritores, novos talentos etc., parece que não vou ver nada, apesar da embaixada de Angola ter ficado muito contente com a iniciativa...



Etiquetas: ,

quarta-feira, maio 24, 2006
Falando de Jornalismo

A FRASE


«"... Nunca os jornalistas tiveram uma tão semiótica formação universitária e nunca existiram tantas disciplinas e tantos livros sobre a deontologia dos media, e contudo nunca tivemos jornalistas tão pouco sérios, tão desleixados em termos de cultura geral, escrevendo muitas vezes com os pés, e tão demagógicos no modo como apresentam as coisas" »


Eduardo Prado Coelho, PÚBLICO, 24-05-2006

Às vezes sou forçado a concordar com EPC.

Etiquetas:

Prémio Camões (II)

Escritor angolano Luandino Vieira recusou Prémio Camões 2006
O escritor angolano Luandino Vieira, Prémio Camões 2006, recusou aceitar o galardão, anunciou hoje o Ministério da Cultura português.
O escritor invocou «razões pessoais, íntimas» para justificar a sua recusa, adianta o ministério numa nota de imprensa.
«Sublinhando o seu agradecimento pela distinção, o escritor Luandino Vieira justifica a decisão de não a aceitar evocando «razões pessoas, íntimas». A opção do escritor será naturalmente respeitada», adianta a nota do MC.
Luandino Vieira foi o terceiro autor africano galardoado com o Prémio Camões.
O prémio, no valor de 100 mil euros, o maior galardão literário da língua portuguesa, foi atribuído sexta-feira.

Diário Digital / Lusa

O Homem tem dignidade, ao contrário de quem o propôs, à excepção de Agustina Bessa Luís honra lhe seja feita.
Luandino, escritor angolano, pseudónimo de José Vieira Mateus da Graça, nasceu em Portugal, na Lagoa do Furadouro, a 4 de Maio de 1935.
Actualmente desiludido com a realidade angolana, Luandino Vieira tem vivido, nos últimos quinze anos, num convento em Vila Nova de Cerveira.
Militou durante anos no MPLA, várias vezes preso pela PIDE.
Os júris destes prémios têm que começar a compreender que se deve dar os prémios pelo valor da obra e não por ser anti-qualquer-coisa. Para isso arranjem um prémio próprio.

Etiquetas:

Feira do Livro

Feira do Livro abre hoje no Porto amanhã em Lisboa.

Angola é o país convidado das Feiras do Livro de Porto e Lisboa

Etiquetas:

GNR para Timor em força

A G.N.R. só deve ir para Timor Leste integrado numa estrutura militar de apoio e sob os auspícios da ONU.
Faço votos para que as Nações Unidas sejam céleres para evitar uma tragedia.

Etiquetas: ,

segunda-feira, maio 22, 2006
Prémio Camões


A atribuição do Prémio Camões a José Luandino Vieira insere-se na mais pura "saloiice pós-modernista " dos nossos críticos anti-fascistas que ainda estão de serviço.

O que tem esta atribuição de reconhecimento literário?
Nada.

Luandino Vieira há muito fora das lides literárias autor de " Luuanda" , livro este que ficou na memória só por causa da acção da Pide e do espectáculo do assalto e do encerramento da Sociedade Portuguesa de Autores pelo regime do dr. Salazar. Já passaram cerca de quarenta anos sobre o assunto.
Ao fim deste tempo todo, pimba toma lá um prémio.
Não é assim que as nossas instituições saem prestigiadas.

Camões J. Pomar
Click no título

Etiquetas:

Regou o sangue russo terras de Angola?

Continuação da propaganda soviética...

Ao fim de 31 anos da guerra colonial e de 16 da queda do muro, ainda mentem sobre factos que de tão ridículos que são não dá para acreditar, como as verbas dispendidas aos movimentos de "Libertação"… de Angola , Moçambique e Guiné.

Parabéns José Milhazes pelo seu excelente Blog
Ver «aqui»

Etiquetas: , ,

Portugal deve levar energia nuclear a referendo


Excelente ideia, nem que não seja só para tentar levar a discussão sobre a dependência energética para a praça pública.

Também não era nada mau tentar desmistificar o que é a energia nuclear, esse papão que os políticos agitam a seu belo prazer num pais desinformado.

Ver noticia «aqui»

Etiquetas:

sexta-feira, maio 19, 2006
Divagações


A Jardinagem
“Se há uma grande lição que os Americanos têm de aprender sobre a metodologia da política é que devem ser jardineiros e não mecânicos na abordagem das questões mundiais. Temos de pensar na evolução da vida internacional como um processo orgânico e não como um processo mecânico. Devemos compreender que não criámos as forças que operam nesse processo. […] As forças da natureza hão-de estar com quem as entende melhor e as respeita mais escrupulosamente. [Se] a nossa visão da vida está mais próxima da natureza verdadeira do homem [então] podemos ser pacientes e até aceitar reveses,confiando nos modos mais fundos e duradouros da história.”

George Kennan (1954), Realities of American foreign policy: 93-94. Princeton:
Princeton University Press.

Etiquetas:

quinta-feira, maio 18, 2006
Museus

Hoje Dia Internacional dos Museus
O Museu de Arte Antiga situada na Rua das Janelas Verdes inaugura hoje uma exposição de quadros fabulosos da Colecção Rau até Setembro.
Obras de Monet, Fra Angelico, Bernardino Luni, Bonnard, Edgar Degas.
Exposição a não perder. «Veja aqui»

Etiquetas:

quarta-feira, maio 17, 2006
Lisboa


Foi inaugurada ontem com pompa e circunstância a “nova” Praça de Touros do Campo Pequeno.
Praça emblemática da cidade, em boa hora foi recuperada.
Parabéns a todos os responsáveis desta espectacular recuperação.
De certeza que todos os lisboetas ficarão orgulhosos deste novo espaço.

Etiquetas:

Irão Nuclear


1 - O Irão rejeita oferta da União Europeia.

Parece cada vez mais obvio que o Irão não está só interessado no nuclear civil.

2- Uma interessante crónica no Público de 16-05-2006

Ramin Jahanbegloo, intelectual, preso em Teerão

Não é um político. É um intelectual.
Foi preso no aeroporto de Teerão no dia 28 de Abril passado,
quando tentava sair do país.
Seguiu-se o silêncio e, depois, no dia 3 de Maio,
a confirmação oficial da sua prisão.
Em condições que ninguém conhece.
Acusado de espionagem e de “ligações com estrangeiros”.
Um clássico.

Por

Teresa de Sousa

Recomendo - Crónica a ler com atenção

Links

For Israel and Hamas, a Case for Accommodation

Etiquetas:

terça-feira, maio 16, 2006
Israel/Palestina - Médio Oriente


1.Melhor Estar Preso em Israel do Que Viver em Jenin in Público

Para escapar á pobreza na Cisjordânia e poderem estudar, cada mais joves palestinos arriscam a vida para serem detidos em postos militares israelitas.

Por Luke Baker, em Jerusalém.

Esta notícia é por si própria reveladora e ao mesmo tempo sintomática da política assassina dos dirigentes árabes em todo o médio oriente. Sacrificando a seu belo prazer gerações de jovens.

2. O Massacre pelos extremistas na Argélia continua.

Segundo o jornal Ech-Chourouk citado pelo Público foram descobertos 26 corpos numa gruta dos quais 18 crianças. A descoberta dos cadáveres já em decomposição, foi feita quando as autoridades davam caça nas montanhas de Beni Khatab a 450 Km de da capital ao grupo salafista Chamada e Combate, ligado à Al-Qaeda.

Esta guerra fraticida de que ninguém fala já causou muitos mais mortes do que a guerra do Iraque e segundo parece não incomoda os nossos tradicionais politicos tão afoitos em manifestações anti-americanas

Links

Médio Oriente

For Israel and Hamas, a Case for Accommodation
By

Robert Malley and Aaron David MillerMonday

May 15, 2006

Etiquetas:

domingo, maio 14, 2006
National Geographic








A Geografica de Maio

Etiquetas:

Divagações

«Solomon saith: “Threre is no new thing upon the earth.”
So that as Plato had an imagination, “that all knowledge was but remembrance” ;
so Solomon giveth his sentence, “ that all novelty is but oblivion.”»

Francis Bacon: Essays LVIII

Etiquetas:

Informática



Duas obras fundamentais para compreender o que é a Google e a importância da busca hoje e no futuro.

Etiquetas: ,

sexta-feira, maio 12, 2006
Lisboa


  • Downhill Urbano

  • Amanhã sábado vai haver corrida de bicicleta em Alfama, são 65 ciclistas nacionais e internacionais.
    A Câmara de Lisboa está associada a este evento, inclusive o presidente Carmona Rodrigues vai descer desde o Castelo de São Jorge até ao Largo do Terreiro do Trigo.

  • Lisboa vista do Tejo


  • Uma boa forma de ver Lisboa a partir do rio.
    Pode-se navegar de cacilheiro ou de veleiro, os lisboetas só estão habituados a atravessar o rio para ir trabalhar.
    Não desfrutam o rio, aliás vivemos de costas voltadas para o rio.
    Sugestões para mudarmos isso: comecemos por nos informar como –
    Ar do Mar

    Etiquetas:

    quinta-feira, maio 11, 2006
    Revista Sábado

    Ter em atenção a entrevista de William Kristol, conselheiro de Bush na página 38.
    Também com algum interesse sobre a política francesa - Punhaladas políticas -

    pág. 68.

    Etiquetas:

    quarta-feira, maio 10, 2006
    Diplomacia

    Apenas um aperto de mão!

    Etiquetas: ,

    Afinsa


    Mais um caso tipo Dona Branca?
    Se sim, o que andaram as autoridades espanholas e portuguesas a fazer

    durante um ano?
    Se sim, porque deixaram chegar a este ponto?
    Actividades bancarias paralelas não são ilegais?

    Etiquetas:

    terça-feira, maio 09, 2006
    A Indecência

    "È indecente dizer uma coisa e pensar outra; muito mais indecente será escrever uma coisa em que não se acredita!"

    Lúcio Séneca

    Etiquetas:

    Fado português

    Bela iniciativa do Público ao reeditar a colectânia de 20 CD de fado português.
    Ainda tem o mérito, por cada livro-disco comprado reverter 60 cêntimos para um fundo, para a compra de um espólio de discos portugueses na posse de um colecionador britânico Bruce Bastin.

    Etiquetas: