Top O Lisboeta Observador: Janeiro 2007
quarta-feira, janeiro 24, 2007
O Exemplo

Pessoalmente acho que este Homem (com maiúscula) é o exemplo dos exemplos.
Fez mais pelos desprotegidos que muitas ONG’s financiadas pela ONU e outros organismos de duvidosa eficácia.

Etiquetas:

segunda-feira, janeiro 22, 2007
Morreu uma poetisa

Morreu a poetisa Fiama Hasse Pais Brandão (1938-2007)
Conheça melhor esta poetisa admirável lendo esta obra prefaciada por Eduardo Lourenço


Etiquetas: ,

sexta-feira, janeiro 19, 2007
Radares em Lisboa

Uma questão de Fé e Esperança.
Espero que esta orgia da velocidade na cidade acabe.
Espero por mais civismo no dia a dia desta cidade que continua um caos a nível de transito, sem qualquer respeito pelo peão.
Continuo à espera de passeios só para pedestres.
Ainda sou daqueles que pensa que uma autarquia não serve só para licenciar obras.

Etiquetas:

terça-feira, janeiro 16, 2007
Iraque

Iraque
Há qualquer coisa que não bate certo entre a imprensa nacional e europeia sobre o dia a dia no Iraque e a imprensa norte-americana.
Há na realidade coisas estranhas!

Etiquetas:

segunda-feira, janeiro 15, 2007
As idéias liberais e actuais de Pessoa

As idéias liberais e actuais de Pessoa
Para o poeta português, o Estado era ‘o pior dos sistemas imagináveis’

O poeta português Fernando Pessoa era um defensor de idéias econômicas liberais, que podem ser apreciadas (ou lamentadas) por seus admiradores em A Economia em Pessoa, livro organizado e prefaciado por Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central (BC) e diretor-executivo da Rio Bravo, empresa de serviços financeiros que editou a obra. O livro contém 11 artigos originais de Pessoa sobre temas econômicos e comerciais (um deles, uma coletânea de pequenos textos) e uma entrevista fictícia elaborada pelo escritor João Alves das Neves, presidente do Centro de Estudos Fernando Pessoa.
(Fonte Estado S.Paulo) Ler mais
Fernando Dantas

Etiquetas:

quinta-feira, janeiro 11, 2007
Bioy com Borges

O blogue do Bioy
Ler no excelente blog Mundo Pessoa

Etiquetas:

Metro de Lisboa


Greves Absurdas e Ruinosas
Porquê é que o Metro de Lisboa não vai à falência?
Porque é uma empresa do estado.
O prejuízo anual de 160 milhões é pago pelos contribuintes, ou seja por todos nós pagadores de impostos, mais os utentes que pagam as suas viagens quotidianas.

Hoje há mais uma greve dos trabalhadores de Metro.

Motivo: Querem prolongar o Acordo de Empresa (AE) até 2011, sabendo de antemão há anos que ele caducava em 2007.

Regalias que usufruem neste acordo:
Um regime de férias que chegam aos 36 dias por ano. (A revisão seria passar para os 28 dias, mas a generalidade das empresas é de 22)
Prémios automáticos de produtividade (isto é desligados da produtividade…), 12 cêntimos por cada quilómetro percorrido e pago mesmo em relação ao 13º e 14º meses.
Período de trabalho diários de seis horas, divididos em dois períodos de três horas em que um deles é passado sem conduzir.

Como isto é possível numa empresa pública de um país mais pobre da Europa?

Quem são estes trabalhadores e os seus sindicatos que se acham no direito de ter estas regalias à custa do contribuinte?

O que está à espera o governo para accionar a requisição civil?

Etiquetas:

quarta-feira, janeiro 10, 2007
Coisas estranhas


Hot document:
from: Bonnie Goldstein

Etiquetas:

terça-feira, janeiro 09, 2007
Exterminador exterminado


Devo esclarecer previamente uma coisa:
- Sou contra a qualquer forma de violência.
- Por conseguinte sou contra a pena de morte, obviamente!

Mas devo dizer também que sou completamente contra a hipocrisia, o politicamente correcto e o deixa andar da carneirada da opinião pública, manipulada através dos partidos ou da comunicação social.
A barbara execução de Saddam Hussein despoletou como era previsível as mais admiráveis explosões de opiniões, e análises dos mais variados quadrantes.
Uma das opiniões que mais ouvi é que ele seria um mártir.
- Porventura Eichmann é ou foi um mártir?
- Os condenados e executados à morte pelo Tribunal de Nurembega são mártires?
-
Nicolae Ceauşescu é um mártir?

Não!
Ninguém se torna mártir por ter assassinado milhares de pessoas.

Saddam foi julgado, foi condenado pelos seus crimes e foi executado por um governo eleito e pela justiça do seu pais.
Todo o processo teve ou tem falhas processuais?
Ouve pressa em o eliminar?
Acredito que sim, ouve várias irregularidades, estou certo disso.
Mas uma coisa é certa – o julgamento de Saddam Hussein foi público!
Prática esta que não existia no seu regime. Bem pelo contrário!
Como cidadão português e europeu sou por uma questão de princípio contra a pena capital, mas ao mesmo tempo sei que não devemos exportar a nossa maneira de pensar ou impor a nossa cultura aos outros.
Romano Prodi – Primeiro-ministro Italiano, esquecendo-se que é europeu e armado em moralista insurgiu-se contra o sucedido.
O governo do Iraque respondeu na hora:
Saddam teve direito a um processo e só ele foi condenado; estarão os italianos lembrados do que fizeram com Mussolini, julgado num minuto, executado noutro e pendurado na praça, para ser esfaqueado, esbofeteado e cuspido pela multidão, ao lado da inocente Clara Petacci?

Claro esquecemo-nos sempre dos nossos telhados de vidro. Ás vezes quebram-se.

Etiquetas:

sexta-feira, janeiro 05, 2007
Detective Ana Gomes



«Coisas estranhas»

Ninguém diz à euro deputada Ana Gomes a figura ridícula que anda a fazer?
Na realidade se há alguma coisa estranha é o comportamento lamentável dela e a sua falta de pudor intelectual e politico.

  • 05-01-2007 13:30:00. Fonte LUSA. Notícia SIR-8644643Temas: política portugal açoresCIA: César diz que declarações de Ana Gomes são uma questão de "fé"
    Ponta Delgada, 05 Jan (Lusa) - O presidente do Governo açoriano, Carlos César, afirmou hoje que as recentes declarações da eurodeputada Ana Gomes sobre a escala de voos da CIA na região se limitam a uma questão de "fé".

Etiquetas:

Mathematics

Credit: User:AugPi
The Morin surface is a half-way model of a particular sphere eversion (turning a sphere inside out in 3-space, allowing self-intersection but no creasing). It is named after its discoverer, Bernard Morin.
Ler mais:

Etiquetas: ,

Pós-Impressionismo

Terrains à vendre à Gentilly - 1922
Huile sur toile
24 x 34 cm
Private Colection

Etiquetas:

segunda-feira, janeiro 01, 2007
Fotografia


Mãe Aurora

Etiquetas: ,