Top O Lisboeta Observador: Março 2009
terça-feira, março 31, 2009
Mais leitura sim...

«Da maneira como o Governo aposta na informática, sem qualquer espécie de visão crítica das coisas, se gastasse um quinto do que gasta, em tempo e em recursos, com a leitura, talvez houvesse em Portugal um bocadinho mais de progresso. O Magalhães, nesse sentido, é o maior assassino da leitura em Portugal»
[…]
«Chegou-se ao ponto de criticar aquilo a que chamaram “cultura livresca”. O que é terrível. É a condenação do livro. Quando o livro é a melhor maneira de transmitir cultura. Ainda é a melhor maneira. A coroa de todo este novo aparelho ideológico que está a governar a escola portuguesa – e noutras partes do mundo – é o Magalhães. Ele foi transformado numa espécie de bezerro de ouro da nova ciência e de uma nova cultura, que, em certo sentido, é a destruição da leitura.»
[…]
«Passaram 50 anos e, por razões diferentes, a escola hoje destrói a leitura. Seja com a análise estruturalista linguística dos textos, seja pela ideia de que escola tem de ser mais a acção e tem de ser mais projecto e mais mil coisas que fazem a nova escola. A leitura na escola é a última das preocupações.»


A propósito das declarações do sociólogo António Barreto à revista Ler não resisto à tentação de dizer algumas coisas.

È claro, António Barreto mandou às urtigas o politicamente correcto e disse o que tinha a dizer sobre o histerismo tecnológico que anda por aí.

A transcrição(acima)de algumas passagens da entrevista de António Barreto à revista LER de Março, palavras estas, deviam fazer eco nos gabinetes dos responsáveis do ensino do nosso país. Responsáveis mais preocupados com resultados estatísticos do que a qualidade do ensino.

De facto as novas tecnologias são essenciais, mesmo imprescindíveis nos nossos dias. Não é preciso ser um génio para se perceber isso. A formação tecnológica mínima devia fazer parte integrante de qualquer escalão e ramo de ensino.
Agora colocar os computadores nos píncaros do sistema de ensino é um absurdo. È um equivoco.

Chamar “cultura livresca” à leitura a ao livro é um péssimo exemplo e um mau sinal. Talvez esteja aqui a explicação da falta de investimento nas bibliotecas públicas nos dias de hoje.

Quer queiramos ou não, por mais computadores, por mais “gadgets” tecnológicos para suporte à leitura, o LIVRO como objecto de cultura é insubstituível. Foi a maior invenção da humanidade! Ainda hoje.

Livros no computador nos mais variados suportes ou em aparelhos desenhados especificamente para o efeito como o Kindle, que é dos melhores aparelhos para a leitura que conheço, não substitui o livro tradicional.

Pessoalmente utilizo o Kindle para suporte de manuais informáticos, são muitos, e assim dá imenso jeito estarem todos juntos no mesmo suporte. Para manuais, sejam de que disciplina forem o aparelho em causa é de uma grande utilidade, dado a sua portabilidade. Agora ler o livro do Desassossego de Bernardo Soares/Fernando Pessoa,
ou um romance de Agustina Bessa-Luís, num suporte destes, é impensável!. Não dá.
Toda a magia da obra se perde.

Mas há quem continue a defender o livro e a leitura. Apesar de tudo, tenho o gosto de ver “as mais e desvairadas gentes”, a continuar a divulgar o livro, a fazer autênticas campanhas em prole da leitura. Dois exemplos que sigo com todo o interesse - estes são o que mais me tocam diariamente.

- O blogue “Projecto Clarice” (divulga a obra literária da escritora brasileira Clarice Lispector.).

- O blogue Lume & Ar da Escola Secundária do Lumiar.
Blogue generalista (dentro da área da educação), foca a literatura, novas obras e seus autores, arte, ambiente, teatro, geografia, etc.

A bloguer é daqueles professores que gosta de livros, da leitura e principalmente gosta de passar esse testemunho aos mais novos, aos alunos fundamentalmente. Nada há de mais nobre. Enquanto houver pessoas assim, os nossos filhos estarão certamente muito melhor, na companhia destes professores e dos LIVROS.

Etiquetas: ,

domingo, março 29, 2009
DAZKARIEH



Dazkarieh e os seus dois hemisférios
Duplo álbum é o mais ambicioso em dez anos de carreira

«Foi o álbum em que tivemos menos problemas em experimentar tudo o que nos vinha à cabeça. O nosso som tem muito a ver com instrumentos acústicos, mas com o processamento normal das guitarras eléctricas e baixos e dá uma característica sonora diferente», disse à Lusa o músico Vasco Ribeiro Casais.

Depois de duas mudanças na banda, «Hemisférios» é o segundo álbum editado com a actual formação dos Dazkarieh, que inclui Vasco Ribeiro Casais, Luís Peixoto, Joana Negrão e André Silva.
Ele é o único elemento que se mantém da formação original dos Dazkarieh, desde que o grupo surgiu em 1999 com um projecto de fusão entre pop, rock e música tradicional e que recorre a instrumentos eléctricos e acústicos, modernos e tradicionais, como a sanfona, a gaita de foles, o bouzouki e a nyckelharpa.

A diversidade desses dois mundos, entre o actual e o tradicional, está presente em «Hemisférios», com o primeiro disco dedicado a originais e o segundo a temas seleccionados de pesquisas etnográficas feitas por Michel Giacometti, José Alberto Sardinha ou as adufeiras de Monsanto.
O mapa geográfico também foi alargado a mais regiões do país que o grupo não tinha ainda explorado nos três álbuns anteriores, como a música tradicional dos Açores e da Madeira e de Trás-os-Montes.
Dazkarieh
( Espanta Espíritos)

Etiquetas: ,

sábado, março 28, 2009
Norah Jones Live Dont Know Why

Etiquetas: ,

sexta-feira, março 27, 2009
Primeira edição - PLAYBOY em PORTUGAL

Desenhos de
Henrique Monteiro

Etiquetas:

World Wide Web




Apesar dos vinte anos da W.W.W. terem sido assinalados a 13 do corrente mês, não posso deixar de referenciar este vídeo com Tim Berners-Lee. in SIC

Uma verdadeira revolução para a divulgação da informação! Uma ferramenta realmente revolucionária.

Para aguçar a curiosidade-: World Wide Web Technology Architecture: A conceptual analysis


Etiquetas: ,

quinta-feira, março 26, 2009
Num campo de refugiados...

Promoção da Leitura
Instituto que trabalha na Palestina premiado

_________________________________________________

O Instituto Tamer para a Educação Comunitária recebeu o prémio Astrid Lindgren pelo trabalho de promoção da leitura na Cisjordânia e Faixa de Gaza, anunciou a fundação do prémio sueco, criado em homenagem à autora de literatura para a infância e juventude que criou a Pipi das Meias Altas. O valor é de 445 mil euros, diz a AFP.
A organização surgiu em 1989, em Ramallah, para responder às necessidades culturais da comunidade palestina. O júri sublinhou que trabalha em “condições difíceis” e dinamiza “acções de grande diversidade”.
Cria bibliotecas em campos de refugiados, edita obras para crianças e adolescentes e traduz para árabe livros estrangeiros, além de editar uma página cultural no jornal Al-Ayyat.
In Público 25 Março de 2009


Passando os olhos pelo diário de ontem, a par das notícias sobre a barbaridade da pena de morte, onde os condenações à morte duplicaram no ano passado, onde a corrupção alastra como uma mancha de óleo, onde o desemprego está a alastrar como qualquer vírus, eis que me surge uma notícia (transcrita acima) tão promissora e bonita que até ficava desfocada naquelas páginas.
È de louvar estas iniciativas, porque são realmente incríveis – criar bibliotecas em campos de refugiados, promover a leitura e por conseguinte o livro, constitui no mínimo um sinal de esperança …

Etiquetas: ,

quarta-feira, março 25, 2009
I Festa do Livro Infantil de Lisboa

De pequenino é que se começa…

Programa de animação ver aqui
_

Etiquetas: ,

terça-feira, março 24, 2009
Este é o Ano Internacional da Astronomia

Saturn: Moons in Transit
(STScI/AURA)Acknowledgment: M.H. Wong (STScI/UC Berkeley), C. Go (Philippines)

Porque este é o Ano Internacional da Astronomia , deixo aqui um dos "sites" que conheço mais bem documentados sobre fotos de astronomia.
Contém fotografias verdadeiramente deslumbrantes!
***
_

Etiquetas: , ,

segunda-feira, março 23, 2009
Jornalista angolano Rafael Marques em entrevista a Mário Crespo

Excelente entrevista de Rafael Marques
Uma das vozes da consciência angolana.
_

Etiquetas: ,

domingo, março 22, 2009
Dia mundial da água


O Planeta agradece A água. Forma de uso da água para um consumo sustentável
_
Os Dias Mundiais servem para nos alertar, o dia de hoje - Dia Mundial da Água - serve particularmente para esse fim.
Alguns conselhos pela voz de Diogo Infante para a racionalização inteligente do consumo de água. Não custa nada, basta lembrarmo-nos disto diáriamente. Não só no dia de hoje!
A água é um bem comum e mais escasso do que a maioria das pessoas pensa.
_

Etiquetas: , ,

sábado, março 21, 2009
Dia Mundial da Poesia mas também de alegria


No Brasil no Dia Nacional da Poesia a 14 de Março

Poetas comemoram o Dia Nacional da Poesia na Estrada de Ferro Corcovado, abrindo em alto estilo a 1ª Semana da Poesia, no Rio de Janeiro.
Poetas que falam poesia no vídeo: Bayard Tonelli, Karla Sabah, Tavinho Paes, Igor Cotrim e Elma Alegria (cantando).
Evento produzido por Ricardo Ruiz, Tavinho Paes e Herbert Marinho.
Março de 2008.
_

Etiquetas: , , ,

Dois Livros

Jogos Africanos
Autor: Jaime Nogueira Pinto
Editora : A Esfera dos Livros
Nº de páginas: 544
ISBN: 978-989-926-141-2
Ano de publicação: 2008

Escritor, ensaísta e professor universitário português deixa nesta obra o seu testemunho,
o mais factual possível das negociações e de jogos africanos, cujas partidas tiveram como cenário cidades como Lisboa, Roma, Washington, Luanda e Maputo.

O seu contacto com a realidade africana, data de Junho de 1974, dois meses após a revolução de 25 de Abril, proporcionou-lhe os primeiros contactos com políticos, guerrilheiros e negociadores de uma geração que era, afinal a mesma o que o levaram a participar umas vezes como espectador outras como actor em praticamente em todos os processos negociais das horríveis guerras civis das ex-provincias ultramarinas.

Na obra Nogueira Pinto relata o seu envolvimento nas “intrigas e momentos decisivos” daqueles três países, com grande destaque para o caso angolano (13 dos 18 capítulos) e o seu relacionamento com o líder da Unita, Jonas Savimbi, morto em combate em Fevereiro de 2002.

Segundo o autor “Procurei fazer uma narrativa realista, às vezes até chocante e brutal, pelo seu realismo”

Uma obra de facto muito “explicita” do seu conteúdo de como foram as negociações sempre “espinhosas” para o caminho da paz naqueles martirizados territórios.

Memórias de um Guerrilheiro
Autor: Alcides Sakala
Editora : Dom Quixote
Nº de páginas: 450
ISBN: 972-20-3100-7
Ano de publicação: 2006

O autor nasceu na Missão Evangélica do Chilume em Dezembro de 1953.
Fez os estudos primários no Bailundo e os liceais na outrora cidade de Nova Lisboa, hoje Huambo
Ingressou na Unita nesta mesma cidade em 1974. Em 1979 passou pela Jamba, onde viria a desempenhar várias actividades até 1980, ano em seria indigitado pela Direcção da Unita representante do Partido nos Estados Unidos da América. Aqui começou a sua carreira diplomática como adjunto de Jeremias Chitunda, tendo mais tarde representado a Unita na República Federal Alemã, Bélgica, Portugal e Comunidade Europeia.
No 8º Congresso da Unita em 1995, foi nomeado secretário dos Negócios Estrangeiros desta organização politica, e em 2002, após a realização do 9º Congresso, nomeado secretário para a Função Pública
Actualmente, é deputado à Assembleia Nacional de Angola e presidente do Grupo Parlamentar da Unita

Breve comentário:
Com a implosão da União Soviética e a inevitável queda do Muro de Berlim, a geopolítica ficou completamente alterada. Os beligerantes, não mais que meros clientes das duas grandes potências da altura, ficaram completamente sozinhos no terreno. Confusos, foram apanhados completamente de surpresa.
O exemplo mais “perfeito” é o caso da Unita e a figura épica de Savimbi.
Sem apoios ocidentais, sobretudo dos Estados Unidos da América, a Unita e o seu líder carismático lançam-se numa fuga para a frente, perseguidos por um exército bem apetrechado, com tudo o que o petróleo pode comprar, Jonas Savimbi não se rende.
A narrativa “Memórias de Um Guerrilheiro” é o testemunho mais pungente dos últimos tempos da Unita. Em forma de diário, dá-nos um testemunho de uma retirada das suas bases transformada depois numa fuga dramática de milhares de pessoas. As provações infligidas sobre aquelas pessoas são dignas de admiração e respeito.

Estas duas obras acima referidas deixam-nos um testemunho cruel da história de uma descolonização apressada, criminosa, sem critérios justos para as suas populações, independentemente da cor da sua pele que foram apanhadas no fogo cruzado dos interesses das duas super-potencias da altura.

Os interesses das grandes potencias não se compadecem com o sofrimento dos povos.
Como bem relembra Jaime Nogueira Pinto a frase do saudoso Jorge Borges de Macedo, num artigo para a revista Futuro Presente sobre os Estados Unidos.

«Os cemitérios de todo o mundo estão cheios de amigos dos americanos»
_

Etiquetas: , , , ,

sexta-feira, março 20, 2009
Dia Mundial da Poesia



Sábado dia 21
no CCB Dia Mundial da Poesia


CENTRO CULTURAL DE BELÉM

- Leia a Programação -

_

Etiquetas: ,

quarta-feira, março 18, 2009
Mr. Magoo - Magoo's Buggy - 1961


Morreu Millard Kaufman, criador da personagem Mister Magoo
in Público

Mr. Magoo e o Pernalonga Bugs Bunny desenhos animados carismáticos exibidos em todas as salas de cinema nos anos 50’s e 60 do século passado.
Numa época sem televisão era onde se podia ver filmes animados.
Com o advento da televisão Mr. Magoo continuou a divertir os pequenotes e não só…
A violência estava bastante mais arredada da animação do que hoje e riamo-nos mais
.

Etiquetas:

Alexandre O'Neill

Há palavras que nos beijam

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,

Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam

Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes

Abraçados contra a morte.

_

Etiquetas: ,

terça-feira, março 17, 2009
Rania

S.A.R. Princesa da Jordânia
È obviamente uma mulher bonita, toda a gente pode constatar isso, sem margem para dúvidas.
Mas para mim é muito mais que uma mulher bela, ela significa a dignificação da mulher árabe, ela representa a diferença entre a mulher humilhada e escravizada e a mulher livre da ignóbil burka seja de que modelo for.
_

Etiquetas: , ,

sábado, março 14, 2009
Plano Nacional de Leitura -- Eduardo Lourenço


Depoimento de Eduardo Lourenço
_
Uma lição e uma reflexão histórica por um dos maiores pensadores portugueses da actualidade.
Vale a pena ouvir atentamente esta lição.

Etiquetas: ,

Incentivo à Leitura


Um comercial de TV voltado para a arrecadação de fundos para compra de livros nos EUA.

Etiquetas: ,

quarta-feira, março 11, 2009
Simon's Cat 'Cat Man Do'

Etiquetas:

terça-feira, março 10, 2009
Tibete

Bandeira do Tibete

_
Há mais de 50 anos que perdura uma das colonizações mais bárbaras à face da terra.
Culturalmente o povo tibetano está em risco de desaparecer, veja as fotos desta sociedade até 1950 - antes da invasão pelas tropas da Republica Popular da China.
_
_

Dalai Lama

Etiquetas: , ,

domingo, março 08, 2009
Dia Internacional da Mulher


_


A Mulher que Passa
Obra de Vinicius de Moraes com a musica de fundo "Wuthering Heights"
_

Etiquetas: ,

segunda-feira, março 02, 2009
Codex Sinaiticus

Codex Sinaiticus, um manuscrito da Bíblia Cristã escrito em meados do século quarto, contém a primeira cópia completa do Novo Testamento cristão. Escrita à mão em grego. O Novo Testamento aparece no original em linguagem vernácula (koine) e o Antigo Testamento, na versão, conhecida como a Septuagint, que foi adoptada pelos antigos gregos cristãos. No Codex, o texto tanto o da Septuagint e do Novo Testamento foi sucessivamente traduzida e anotada através dos tempos.

A importância do Codex Sinaiticus para a reconstrução do texto original da Bíblia cristã, a história da Bíblia e da história do livro ocidental tornando-se imprescindível.

Etiquetas: ,

domingo, março 01, 2009
O Bajulador

Cartoon in Público 28-02-2009
Clique para aumentar imagem

É até confrangedor. Desde a indigitação de José Sócrates como Primeiro-ministro, Vital Moreira não falhou uma oportunidade de tecer elogios ao governo seja nos jornais ou no seu blog pessoal.
No caso da avaliação dos professores a sua posição é até mais radical que o próprio Ministério da Educação.
É um verdadeiro seguidor e admirador do seu querido líder Sócrates, dos mais leais mesmo. (Aqui o apego ao líder vem da alma estalinista que o não larga!)

A “surpresa” que teve com o convite do PS para cabeça de lista ao Parlamento Europeu foi mesmo uma surpresa! Acreditem!

Depois de José Sócrates, Vital Moreira subiu ao palco do Congresso para explicar o quanto o surpreendeu o convite de Sócrates - "a minha surpresa não é menor do que a vossa"

A encenação estava feita. A bajulação mais descarada que um académico fez ao longo de quatro anos estava compensada.
Da minha parte desejo-lhe os maiores sucessos no PE e que fique por lá. Engraxadores há por cá de sobra.
_

Etiquetas: