Top O Lisboeta Observador: Abril 2009
quinta-feira, abril 30, 2009
UM POEMA


SONETO DO CATIVO

Se é sem dúvida Amor esta explosão
de tantas sensações contraditórias;
a sórdida mistura das memórias,
tão longe da verdade e da invenção;

o espelho deformante; a profusão
de frases insensatas, incensórias;
a cúmplice partilha nas histórias
do que os outros dirão ou não dirão;

se é sem dúvida Amor a cobardia
de buscar nos lençóis a mais sombria
razão de encaminhamento e de desprezo;

não há dúvida, Amor, que não te fujo
e que, por ti, tão cego, surdo e sujo,
tenho vivido eternamente preso!


David Mourão-Ferreira
Lisboa, 1927 - 1996

Etiquetas: ,

79ª Feira do Livro de Lisboa


Feira do Livro em Lisboa
de
30 Abril a 17 Maio

Etiquetas: ,

segunda-feira, abril 27, 2009
Música Brasileira


Gal Costa Ao Vivo
Jurei

Etiquetas: , ,

domingo, abril 26, 2009
Música Brasileira

Coração Vagabundo
Composição: Caetano Veloso

Etiquetas: , ,

Jorge Luís Borges

Un texto muy particular del Argentino Jorge Luis Borges, en el cual toca con ironía su ceguera, es la versión ilustrada por el artista Carlos Burgos y con la voz en Off del genial maestro.

Etiquetas: , ,

sábado, abril 25, 2009
Há 35 anos ... a liberdade


Hoje temos que ser mais exigentes, mais participativos, mais intervenientes.
Temos que exercer a nossa cidadania em pleno. Temos que ser cidadãos a tempo inteiro.
Só assim podemos exigir mais:

- Por uma verdadeira democracia!
- Por mais justiça!
- Mais transparência!
- Mais oportunidades para os mais jovens e os mais idosos

Enfim por uma verdadeira liberdade…
_______________________

O cidadão verdadeiramente livre é o que não
depende do governo nem lhe deve nada.

Vigia a tua vida e não renuncies por nada
ao teu livre-arbítrio; não imites esses maus
actores que só podem cantar no coro.
O homem é um aprendiz e a dor é a sua professora.

Alfred de Vigny

Etiquetas: ,

sexta-feira, abril 24, 2009
Olissipo

Autor: José Sarmento de Matos
Editora: Temas & Debates
Ano do Livro: 2008
Nº Páginas: 318
Encadernação: Brochado

Bibliografia
José Sarmento de Matos tem-se dedicado ao estudo da cidade de Lisboa, sobretudo no que respeita à sua componente urbanística e arquitectónica, tendo publicado várias obras sobre essa temática, destacando-se Uma Casa na Lapa e Casa Nobre do Braço de Prata.
Foi coordenador do programa Caminho do Oriente, no âmbito da Expo98, tendo publicado diversas contribuições para o estudo patrimonial da zona oriental de Lisboa.
Foi membro da Comissão da Candidatura da Baixa Pombalina a Património Cultural da Humanidade, e assessor para as áreas patrimoniais da Comissão da Baixa-Chiado.
Foi director da revista LX Metrópole, e coordenador da revista LXF. Tem participado em vários colóquios sobre Lisboa e publicado artigos em jornais e revistas.
Foi membro de júri de teses de mestrado no Curso de História da Arte da U.N.L.

_

Realmente Lisboa parece ser a única cidade do mundo, a inventar uma ciência – a Olisipografia.
Ciência multidisciplinar onde se cruza a Geografia, a História, a Etnologia, a Economia, Arqueologia com as Artes e a Literatura.

A obra em causa “A Invenção da Cidade de Lisboa” é um produto de todas elas, escrito por alguém que ama a sua cidade. È uma delícia a sua leitura. A deambulação pelas suas páginas é tão grata e excitante como a deambulação pelas ruas desta cidade.

"A Invenção de Lisboa" é uma "narrativa histórica" sobre a cidade. O autor deambula e escreve, na primeira pessoa, coisas que um historiador não poderia escrever, mas gostaria. Não é um livro de divulgação, porque contém teses e investigação originais. Não é um livro de História, mas contém mais História do que um livro de História. José Sarmento de Matos explica porquê.


[…]
É esse tecido urbano, semelhante ao de Roma, Nápoles ou Istambul (ou melhor, Constantinopla) que constrói o magnetismo de Lisboa. E também o passado que habita o presente, e os mitos que vivem nas ruas.


[…]
"Só através dessa carta, do cruzado R., sabemos que a cidade foi saqueada pelos cruzados", diz Sarmento de Matos.


Uma vez iniciada a leitura … a dificuldade é parar!

Etiquetas: , ,

quinta-feira, abril 23, 2009
Dia Mundial do Livro


Hoje é O Dia Mundial do Livro. Comemoração justa e necessária e sempre oportuna. Neste país ainda se lê pouco. Já foi pior, é um facto! Há que reconhecê-lo. Mas há ainda muito a fazer para incentivar a leitura e levar o livro a todos os níveis da sociedade.

Iniciativas de gente empenhada em divulgar o livro e a leitura felizmente não faltam.
Desde a abertura de novas livrarias, a novos espaços culturais, bibliotecas virtuais, como a Biblioteca Digital Mundial, blogues e mais blogues, todos juntos ainda são poucos para levar o livro e a leitura a todos. È um trabalho hercúleo, sem fim, mas promissor.

Etiquetas: , ,

terça-feira, abril 21, 2009
Música Brasileira

Ana Carolina & Jorge Vercilo
O mundo da música no Brasil é um colosso. A novidade é constante e surpreende-me realmente muitas vezes.
Há parcerias na música e não só, que parece que nasceram de propósito, para dar certo.
Parece que estavam pré-destinados! (Como o vídeo acima o demonstra.)

Pergunto-me por vezes, quantas parcerias há ainda por aí para dar certo?...
Só Ele sabe. Mas também temos que tentar...
nunca é demasiadamente tarde.

Etiquetas: , ,

segunda-feira, abril 20, 2009
Gal Costa


Gal Costa Ao Vivo
Te Adorar
Musica Brasileira

Etiquetas: , ,

sábado, abril 18, 2009
António Ramos Rosa



NÃO POSSO ADIAR O CORAÇÃO

Não posso adiar o amor


Não posso adiar o amor para outro século
não posso
ainda que o grito sufoque na garganta
ainda que o ódio estale e crepite e arda
sob montanhas cinzentas
e montanhas cinzentas

Não posso adiar este abraço
que é uma arma de dois gumes
amor e ódio

Não posso adiar
ainda que a noite pese séculos sobre as costas
e a aurora indecisa demore
não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação

Não posso adiar o coração

António Ramos Rosa
Faro, 1924


Desenho de António Ramos Rosa,
folha branca A4, caneta tombo azul, 2005

Etiquetas: ,

sexta-feira, abril 17, 2009
Angola maravilhosa


(Enviado por um amigo)


Etiquetas: , ,

quinta-feira, abril 16, 2009
Natália Correia


O Livro dos Amantes ( I )

Glorifiquei-te no eterno.
Eterno dentro de mim
fora de mim perecível.
Para que desses um sentido
a uma sede indefinível.

Para que desses um nome
à exactidão do instante
do fruto que cai na terra
sempre perpendicular
à humidade onde fica.

E o que acontece durante
na rapidez da descida
é a explicação da vida.

Natália Correia

Etiquetas: ,

terça-feira, abril 14, 2009
História da Arte


A Evolução das Artes Visuais em 10 Minutos
Produzido por Juan de Souza

Etiquetas: ,

O Júnior

"Bo"

A América é realmente uma nação de imigrantes!
Eles reconhecem isso, honra lhes seja feita
.


O cão d'água português da família Obama, nascido nos Estados Unidos da América, descende de cães emigrados portugueses.
Tem seis meses de idade e não conhece a língua portuguesa como qualquer filho da diáspora.
È bem-educado, levanta-se quando o mandam, não faz xixi nos corredores da Casa Branca, nem rói os tapetes e quase não solta pelo.

Segundo o "Washington Post", jornal geralmente sempre bem informado, revela que Bo fez uma visita "secreta" à Casa Branca há algumas semanas, para que as meninas o conhecessem. (Com seis meses já a sabe toda. Não fosse ele descendente de cães portugueses!)

Assim sem mais nem menos, meu caros ficou resolvido mais um problema “bicudo” no seio da maior potência do planeta.

Realmente não há nada como um português, ou descendente, não ajude a resolver!

Etiquetas:

sexta-feira, abril 10, 2009
O futuro é agora!


Pattie Maes: Unveiling game-changing wearable tech
This demo -- from Pattie Maes' lab at MIT, spearheaded by Pranav Mistry -- was the buzz of TED. It's a wearable device with a projector that paves the way for profound interaction with our environment. Imagine "Minority Report" and then some.
TED

Etiquetas:

quarta-feira, abril 08, 2009
Mais livrarias

Duas boas noticias para Lisboa, e não só…

Precisamente no dia 23 de Abril, Dia Mundial do Livro, a Ler Devagar vai instalar-se no pólo de indústrias culturais de Alcântara Lx Factory - Comemorar assim vale a pena… isto para não falar da localização e o espaço onde se vai instalar.

A editora Alêtheia abriu à uma semana uma livraria na Rua do Século, recuperando as instalações de uma antiga padaria, destinada aos fundos de colecção. O objectivo de Zita Seabra é ter ali à venda cem mil livros.

Dois espaços que prometem, ficando assim a cidade mais rica culturalmente.

Noticia in Público

Lisboa LX Factory - Antiga unidade industrial de Alcântara transformada em ilha criativa

Etiquetas: , ,

terça-feira, abril 07, 2009
Rafael Bordalo Pinheiro

A Primavera e o Verão significam bom tempo, passeios descontraídos...
È também uma boa altura para visitar os nossos museus. E há uns bem divertidos - uma sugestão.
O muito esquecido museu municipal Rafael Bordalo Pinheiro ao Campo Grande em Lisboa, por exemplo. Visite-o!
Pode como complemento desta visita, numa ida à sempre bela e romântica vila de Sintra, a partir do dia 17, poder visitar a exposição:


O Sintra Museu de Arte Moderna - Colecção Berardo
Inaugura a exposição

"Rafael Bordalo Pinheiro - Da Caricatura À Cerâmica"
17 de Abril de 2009, Sexta-feira, às 20 horas


Era só uma sugestão...

Etiquetas: , ,

domingo, abril 05, 2009
Malacologia



A propósito de um” site” enviado por um querido amigo de juventude, vivendo no Brasil, despoletou em mim a lembrança dos tempos em que fazíamos verdadeiras expedições às praias do Lobito, Benguela e Baia Farta em Angola.
Em demanda de moluscos marinhos, na companhia dos nossos pais, verdadeiros coleccionadores e estudiosos do tema.
O livro acima reproduzido era o manual de “campo” que servia de guia para identificação dos espécimes colectados.

Mas a beleza dos moluscos e a sua evolução pode ser estudada e demonstrada matematicamente com ajuda de algoritmos. Para melhor exemplificação nada como visitar este excelente sitio referenciado abaixo.

Etiquetas:

sábado, abril 04, 2009
Pela liberdade de opinião, sem medos!


Pela liberdade de expressão

ESTOU CONTIGO!

JOÃO MIGUEL TAVARES
_
Diário de Notícias

Etiquetas: , ,

sexta-feira, abril 03, 2009
Poesia Reunida - Maria Teresa Horta

Autor: Maria Teresa Horta
Edição: 2009
Páginas: 856
Editor: Dom Quixote
ISBN: 9789722029896

A Obra Poética reunida, inclui o livro inédito "Feiticeiras"
Sem ti

Não quero viver
sem ti
mais nenhum tempo

Nem sequer um segundo
do teu sono

Encostar-me toda a ti eu não invento
Tu és a minha vida o tempo todo.

Maria Teresa Horta

Etiquetas: , ,