Top O Lisboeta Observador: Maio 2010
quinta-feira, maio 27, 2010
Em Memória das Vítimas do 27 de Maio de 1977


CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DE ANGOLA


«Por estranho que pareça, as atrocidades cometidas no Chile de Pinochet, se comparadas com o que se passou, de 1977 a 1979, no país de Agostinho de Neto, assumem modestas proporções. E o mais chocante é que, no caso de Angola, nem sequer atingiram inimigos, mas sim membros da própria família política»
in Purga em Angola


Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, maio 21, 2010
Imagens da Fauna de África

Photographer Nick Brandt

Etiquetas: , ,

terça-feira, maio 11, 2010
Não Contem com o Fim do Livro


Nada mais apropriado que, no decurso da 80ª Feira do Livro de Lisboa, do que a leitura de uma entrevista de Umberto Eco sobre o livro e o seu futuro.
......................................
O livro não está condenado, como apregoam os adoradores das novas tecnologias?
O desaparecimento do livro é uma obsessão de jornalistas, que me perguntam isso há 15 anos. Mesmo eu tendo escrito um artigo sobre o tema, continua o questionamento. O livro, para mim, é como uma colher, um machado, uma tesoura, esse tipo de objecto que, uma vez inventado, não muda jamais. Continua o mesmo e é difícil de ser substituído. O livro ainda é o meio mais fácil de transportar informação. Os meios electrónicos chegaram, mas percebemos que sua vida útil não passa de dez anos. Afinal, ciência significa fazer novas experiências. Assim, quem poderia afirmar, anos atrás, que não teríamos hoje computadores capazes de ler os antigos disquetes? E que, ao contrário, temos livros que sobrevivem há mais de cinco séculos? Conversei recentemente com o director da Biblioteca Nacional de Paris, que me disse ter digitalizado praticamente todo o seu acervo, mas manteve o original em papel, como medida de segurança.


Etiquetas: , , ,